Conheça o estudo sobre métricas e dados de atendimento e vendas por WhatsApp de 2022

Como a OmniChat ajuda a Arezzo, Mr. Cat e outras marcas a vender pelo WhatsApp?

Mulher estilosa segurando uma bolsa.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

O que você vai ler

Vender pelo WhatsApp já não é uma prática só dos pequenos e médios negócios. Marcas como Arezzo, Mr. Cat, Boticário e L’occitane utilizam a ferramenta para atender seus clientes. Essas gigantes dos segmentos de moda e cosméticos notaram o potencial que os canais de chat possuem. Hoje, a OmniChat atende esses clientes e tem ajudado grandes varejistas nacionais a fortalecerem suas marcas, melhorarem a relação com seus clientes e, consequentemente, vender mais

A startup curitibana, líder em chat-commerce no Brasil, entendeu que o consumidor hoje é omnichannel e por isso apostou no desenvolvimento de uma plataforma que busca integrar de forma segura o atendimento e vendas pelos aplicativos de mensagem, SMS e webchat. O principal serviço oferecido pela OmniChat é facilitar o modo como as empresas vendem seus produtos por aplicativos de mensagem. 

Ao contrário da venda por e-commerce, em que o consumidor faz a compra sem ajuda, a experiência do chat-commerce permite que um vendedor, utilizando plataformas de chat, consiga oferecer uma experiência muito mais personalizada aos clientes, possibilitando realizar vendas consultivas. Além disso, esse canal de vendas é muito efetivo para transformar vendedores de lojas físicas em vendedores digitais.

Esse novo modelo de vendas vem chamando a atenção de grandes empresas do segmento de moda e cosméticos, além das marcas já citadas, Studio Z, Mizuno, Osklen e Havaianas já estão entrando nesse mercado. A OmniChat tem proporcionada a essas empresas, em pouco tempo, um volume de vendas faturadas pela plataforma acima de 10 milhões, além de ajudar na manutenção de empregos através da transformação digital de mais de 3000 vendedores, que estariam sem vender durante a pandemia.

Diante de todo esse cenário fica evidente que o varejo está se reinventando para potencializar e humanizar as vendas online. Essas empresas são exemplos de como grandes varejistas estão encontrando no mercado digital um grande potencializador de negócios.

Mas, o potencial de ferramentas como o chat-commerce vai além disso. As empresas não buscam mais apenas vender online, é preciso gerar conexões. Os clientes precisam perceber que os novos modelos de negócios vão além da comodidade da venda online, eles são feitos de pessoas para pessoas.

Notícias Relacionadas