Conheça o estudo sobre métricas e dados de atendimento e vendas por WhatsApp de 2022

5 tendências do e-commerce para o Dia dos Pais

Pai e filha felizes juntos.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

O que você vai ler

O Dia dos Pais está entre as datas comemorativas mais importantes para o comércio eletrônico brasileiro. Segundo um levantamento da Ebit Nielsen, em 2019 a data movimentou R$ 2,5 bilhões em vendas e a projeção, mesmo com o cenário de pandemia, é de que as vendas sejam maiores que o Dia das Mães e dos Namorados. 

As cifras expressivas movimentadas no período criam uma grande oportunidade para as lojas online ampliarem as vendas e as pesquisa contribuem para esse otimismo. Uma pesquisa realizada em 2020 pelo Méliuz mostrou que a data será celebrada com presente por 69% dos brasileiros. Pensando nisso, quais são as tendências que os dados nos trazem para o Dia dos Pais? A seguir abordaremos os cinco principais ensinamentos.

1. Segmentos em destaque

Segundo a mesma pesquisa, mais da metade das pessoas (51%) que pretendem presentear seus pais nessa data tão especial devem optar por comprar roupas. A categoria acessórios e calçados ficou em segundo lugar (28%) nas escolhas, seguido de itens eletrônicos e de informática (25,1%), perfumes e cosméticos (22,18%) e celulares (15,9%).

A partir da análise dos dados apresentados é possível perceber que a intenção de compra dos consumidores está bastante alinhada ao segmento de moda. Nesse sentido, um dos maiores desafios para as compras online pode ser a dificuldade em descobrir os melhores materiais, tamanhos e similares, uma vez que, na compra online, nem sempre os e-commerces oferecem explicações suficientes para finalizar a compra. Diante disso, a venda consultiva realizada nos canais de chat pode ser uma excelente opção, uma vez que permite conectar vendedores e consumidores reais.

2. Compras online

A pesquisa da Méliuz mostrou também que 79% dos entrevistados pretendem fazer a compra do presente, exclusivamente, em lojas online.

“Fazer tudo online e prestando bem atenção, você compra produtos de qualidade, acertar no tamanho, traz comodidade, sem contar o crédito e o parcelamento. Economia de tempo e crédito certo, dentro dos seus limites e segurança!”, afirmou Vilaci Oliveira Rabelo, um dos entrevistados na pesquisa.

O resultado da pesquisa confirmou a tendência do varejo em estar presente nos canais de vendas online. Fator esse que acompanha a mudança de comportamento dos consumidores, os quais preferem fazer compras online, por conta da facilidade e comodidade.

3. Ticket médio

O ticket médio das compras de Dia dos Pais para o ano de 2020 é, com certeza, bastante relevante, devendo girar entre R$50 e R$200 (Social Miner, 2020). O levantamento foi feito com base em 1.034 entrevistas, realizadas com homens e mulheres acima de 16 anos, de todas as regiões e classes sociais do Brasil.

O estudo também identificou que 6 em cada 10 respondentes pretendem celebrar a data. Desses, quase metade irá adquirir presentes em canais virtuais para comemorar – sendo 30% em e-commerces, e 17,7% nas redes sociais das marcas (Instagram, Facebook e, especialmente, WhatsApp).

4. Ascensão do dia dos pais 

Entre os dias 20 de julho e 8 de agosto de 2020, a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico prevê um aumento de 23% nas compras do e-commerce no país em comparação com o mesmo período de 2019. De acordo com a associação, a data deve trazer R$ 3,5 bilhões ao setor. Estima-se também um total de 8,43 milhões de pedidos no período.

5. Chat-commerce

Aproveitar o potencial dos canais de chat é fundamental em momentos como esse. O chat-commerce representa a evolução do e-commerce. Se antes o consumidor ia até a loja física escolher seu produtos ou acessava algum e-commerce, agora a tendência mudou. O cliente não quer somente entrar em um site e escolher um produto. Muitas vezes existem dúvidas e o vendedor, tão comum nas lojas físicas, faz falta.

Em 2020, o WhatsApp ultrapassou os 2 bilhões de usuários em todo o mundo (WhatsApp, 2020). Além disso, o mensageiro está presente em 99% dos smartphones brasileiros. Ainda com relação ao cenário nacional, 76% dos usuários do mensageiro alegam já ter se comunicado com marcas através do mesmo (Panorama Mobile Time/Opinion Box, 2020).

Os usuários não somente estão presentes de forma massiva em canais de chat, mas também buscam estar em contato com suas marcas preferidas através dos mensageiros.

No Brasil, a líder no setor de chat-commerce é a OmniChat, que tem ajudado grandes varejistas nacionais a fortalecerem suas marcas, melhorarem a relação com seus clientes e, como consequência, vender mais, transformando os vendedores de lojas físicas em vendedores digitais.

Notícias Relacionadas